Cuba IV – O que ver e fazer em Santa Clara

Teatro La Caridad no Parque Leôncio Vidal, Santa Clara

Teatro La Caridad no Parque Leôncio Vidal, Santa Clara

Santa Clara está a 268Km de Havana. Capital da província de Villa Clara, a cidade fica quase no centro geográfico da ilha.

mapa_cuba_santa clara

Santa Clara teve um papel importante na Revolução Cubana quando Che Guevara descarrilou um trem blindado do exército em 1958, sendo esse ato considerado como um dos golpes finais e decisivo para a vitória dos revolucionários.

Uma característica da cidade é o ambiente um tanto mais liberal se comparado às demais cidades cubanas, principalmente devido aos cerca de 35 mil de jovens que estudam nos cinco centros universitários do local.

Como chegar

Eu fui de carro alugado, desde Havana, via Autopista Nacional. De ônibus a empresa que leva a Santa Clara é a Via Azul, consulte os horários e valores no site.

O que fazer

O principal atrativo da cidade é o
1) Memorial Che Guevara. Esse memorial é um museu com diversos artefatos relacionados ao Che e à revolução cubana. Os restos do guerrilheiro estão depositados nesse local, embora não se possa ver nenhuma tumba ou coisa parecida. Externamente chama a atenção a amplidão do lugar, com um grande estacionamento e uma imensa estátua de Che. Lembra as construções russas do tempo da Guerra Fria. Há também um grande painel com relevos alusivos aos heróis da Revolução e uma imensa reprodução da carta que Che enviou a Fidel ao deixar Cuba.

O memorial foi construído em 1997, após terem sido encontrados os restos mortais de Che Guevara.

03jan15_040_Santa Clara_Memorial Che Guevara

A amplidão do lugar lembra as construções da antiga URSS

03jan15_045_Santa Clara_Memorial Che Guevara

Painel alusivo à Revolução e a imensa estátua de Che Guevara

03jan15_049_Santa Clara_Memorial Che Guevara

Reprodução da carta enviada a Fidel por Che Guevara quando este deixou Cuba

Não sou nenhum admirador de Che & Cia., mas isso não vem ao caso. Ao se visitar um local desses estou interessado na história e na cultura do país, independente de opiniões pessoais. Ou seja, é em lugares como esse que se entende a essência da Cuba atual.

Como chegar: do Parque Leôncio Vidal, que é a praça central da cidade, são cerca de 1,7Km até o Memorial. Eu fiz o trajeto a pé e acho que é a melhor forma de ir até lá. Saindo pela extremidade da praça, próximo ao Teatro La Caridad siga pela Calle Marta Abreu por cerca de 1Km. Quando essa rua fizer a primeira curva à direita você estará nas imediações do Memorial, devendo ir para a esquerda. No caminho não deixe de ver os interessantes grafites, que são charges com críticas ao imperialismo em um muro à sua esquerda.

mapa_santa clara

Entrada: franca.

2) O terminal de ônibus intermunicipal e o “terminal” de táxis esses locais não são pontos turísticos, mas me chamaram muita atenção e já que ficam no caminho para o Memorial Che Guevara – no cruzamento das calles Marta Abreu e Amparo – vale muito a pena dar uma espiada aí. No terminal de ônibus (que não é o mesmo por onde sem chega na cidade vindo de Havana) tem uma grande quantidade de caminhões antigos com carrocerias convertidas para levar passageiros. São usados pelos cubanos nos deslocamento mais curtos, para o interior do município e para as cidades mais próximas.

03jan15_021_Santa Clara_rodoviaria

Os “ônibus” cubanos no terminal…

Mas o que mais chamou minha atenção foi uma espécie de “terminal” de táxis do outro lado da rua. Os táxis funcionam como lotações, fazendo percursos também para localidades próximas a Santa Clara. O que impressiona é que o lugar parece um imenso museu a céu aberto; havia pelo menos uns 20 carros chegando e saindo do local, todos, absolutamente TODOS dos anos 50! Nem precisei de muito esforço de imaginação para se sentir em plenos anos 50! Algo assim só é possível em Cuba!

03jan15_035_Santa Clara_ponto de taxi

Anos 50? Não, esta foto foi tirada em 2015 e não é de um encontro de carros antigos!

3) Memorial do trem blindado: como já citado, Che Guevara descarrilou um trem em Santa Clara, com a ajuda dos camponeses e isso marcou o fim da ditadura de Fulgêncio Batista. O trem transportava 480 soldados e armas para a região leste de Cuba. O monumento recria o evento no local onde aconteceu e é possível ver quatro vagões blindados nas posições em que ficaram após o descarrilamento. Dentro deles há planos militares, armas e outros objetos. Até o trator usado pelos guerrilheiros para remover os trilhos do trem está preservado no local.

03jan15_062_Santa Clara_memorial trem blindado

Memorial do trem blindado

03jan15_063_Santa Clara_memorial trem blindado

Até o trator usado por Che está preservado no local

Como chegar: a pé é a melhor forma. Do Parque Leôncio Vidal ao Memorial são cerca de 700m. Se seguir pela calle Buen Viaje irá passar pela Iglesia de Buen Viaje, que não tem nada de sensacional, mas é interessante para quem aprecia. Seguindo após o memorial por mais 400m pela Avenida Liberación, existe uma estátua de Che Guevara carregando um menino (El Che com nino). Não chega a ser um ponto turístico, mas é uma bela escultura.

Também se achar interessante, no retorno pode seguir a linha do trem até a estação da cidade (600m) e voltar ao centro por outras ruas. Com alguma sorte você verá a movimentação dos trens de passageiros cubanos.

mapa_santa clara_2

Entrada: paga. Tem um preço para observar os vagões por fora e custa um pouco mais para vê-los por dentro.

4) Parque Leôncio Vidal: é a praça central da cidade. Local altamente recomendado para relaxar e passar o tempo sentado num banco, apenas observado a vida passar. Sempre tem bastante gente, mas é no final da tarde, quando o sol se põe e a temperatura fica mais amena, que a praça começa a encher e o pessoal fica até bem tarde da noite passeando e conversando. É o centro da vida social em Santa Clara. No meio da praça existe um coreto e com um pouco de sorte você poderá ver alguma apresentação interessante, como a ótima banda local que pude ver tocando músicas cubanas.

03jan15_016_Santa Clara_praça

Parque Leôncio Vidal, o coração de Santa Clara

03jan15_081_Santa Clara_praça

Coreto no centro do Parque Leôncio Vidal

Destaque para a imensa tranquilidade e segurança do lugar. Há crianças brincando, famílias passeando, jovens e idosos conversando… Enfim, é onde a população se reúne para conversar e fofocar.  Outra coisa bacana é que, ao contrário de Havana, ninguém vem incomodar os turistas oferecendo coisas ou pedindo dinheiro.

Ao redor da praça existem diversos edifícios históricos, com destaque para o Teatro La Caridad (não estava aberto quando estive lá, mas pelas fotos que vi, é muito bonito por dentro).

Compre alguns churros, um “refresco” ou um “helado” dos sorveteiros que ficam pela praça e relaxe sem preocupações num banco. Pertinho da praça existe também a Heladeria Coppelia, a mais famosa sorveteria cubana. Os cubanos fazem filas imensas na calçada para comprar sorvetes da Coppelia, mas os turistas entram por outro lugar, livres de filas (e pagam mais caro). Mais uma das contradições cubanas…

04jan15_147_Santa Clara_praça_banda

A praça permanece cheia até altas horas da noite

Essas são as principais atrações da cidade, mas existem as secundárias, como o Boulevard (um calçadão para pedestres), a Catedral de Santa Clara de Assis, a Loma Del Capiro (morro de onde se pode apreciar a cidade e imediações), etc.

Onde ficar

Recomendo, sem a menor dúvida, o Hostal Ana.

Os três dias que passei na casa da Ana foram excelentes. O quarto era muito bom, limpo, com boas camas, ar condicionado, TV e banheiro.
A Ana é uma ótima pessoa, muito simpática e faz de tudo para você se sentir em casa. Além das dicas sobre as atrações de Santa Clara, me deu ótimas indicações para outras casas de família nas demais cidades que visitei depois (Trinidad, Cienfuegos e Varadero). Todas essas casas indicadas seguiam o padrão da dela: com boa localização e proprietários cordiais.
O café da manhã e demais refeições (cobrados à parte) foram muito fartos e saborosos.
A rua em frente é um pouco barulhenta, mas não chegou a ser um problema para dormir.
A casa está bem localizada, a umas 5 ou 6 quadras do Parque Leôncio Vidal, onde se chega em cerca de 10 minutos a pé.

É necessário fazer reserva com uma boa antecipação diretamente com a Ana através do e-mail anpema1962@yahoo.es

03jan15_085_Santa Clara_Hostal Ana

Meu quarto no Hostal Ana: conforto e espaço de sobra

03jan15_057_Santa Clara_Hostal Ana_almoço

Almoço no Hostal Ana, boa comida ao estilo cubano

Onde comer

Eu optei por comer no hostal da Ana mesmo, pois por um preço justo ela preparou ótimas refeições, o que compensou mais que procurar na rua.

Uma opção para lanches rápidos e econômicos em Santa Clara e demais cidades cubanas são as pizzas vendidas na rua, diretamente nas portas de algumas casas. São pizzas pequenas, como as “pizza brotinho” do Brasil, servidas num pedaço de papel e que as pessoas comem na rua mesmo. Custam baratíssimo e você pode pagar com “moneda nacional” se não der pinta de turista na hora de comprar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s